O que há de interessante neste dia

sexta-feira, junho 18, 2004

Sobre Casamento e Divórcio

(Do site www.estudosbiblicos.com.br)

O ensinamento da Bíblia a respeito do casamento, divórcio e novo casamento pode ser resumido em
cinco afirmações.



O Casamento é Permanente:
Quanto Tempo Deveria Durar Um Casamento?
"Ora, a mulher casada está ligada pela lei ao marido, enquanto ele vive" (Romanos 7:2).
"A mulher está ligada enquanto vive o marido" (1 Coríntios 7:39). A intenção de Deus é que
um esposo e uma esposa permaneçam casados até que a morte os separe. Deus une esposo e esposa num
só ser, e esta união é para ser permanente. Deus, certamente, não liga pessoas em casamentos que
ele chama de adultério, e estes casamentos não são levados em consideração em nossos comentários.




O Divórcio é Pecaminoso:
Posso Divorciar-me?
Há razões básicas porque o divórcio é pecaminoso: Primeiro, Deus disse: Portanto, o que Deus ajuntou,
não o separe o homem. (Marcos 10:9). Segundo, é pecaminoso por causa do que o homem faz à sua
companheira, quando ele se divorcia dela. Jesus disse que ele a expõe cometer adultério (Mateus 5:32).
Fazer com que outro tropece e se perca é um pecado tremendamente horrível (Mateus 18:6). Terceiro, o
divórcio é pecaminoso, porque eu prometi ficar com minha esposa até que a morte nos separe. Deus
detesta a mentira e a quebra da promessa (Apocalipse 21:8; Romanos 1:31).




Casamento de Divorciado é Adultério:
Posso Casar-me Novamente?
A pessoa divorciada não tem a opção de se casar novamente. Em 1 Coríntios 7:10-11, Paulo deu duas
escolhas àqueles que haviam se divorciado: permanecer descasado ou então se reconciliar com o seu par.
Novo casamento de divorciados é adultério. É adultério para aquele que se divorcia de seu par
(Marcos 10:11-12), para aquele que está divorciado (Mateus 5:32) e para aqueles que se casam com
pessoas divorciadas (Lucas 16:18). De acordo com Romanos 7:2-3 o adultério continua enquanto se está
casado com um segundo par e o primeiro ainda vive.




O Arrependimento Significa Separação:
E Se Eu Estou Novamente Casado?
Desde que nenhum adúltero pode ir para o céu (1 Coríntios 6:9-11) e desde que Deus julgará os adúlteros
(Hebreus 13:4), aqueles divorciados que estão cometendo adultério por haverem se casado novamente
necessitam urgentemente de serem perdoados. Mas o que têm eles que fazer para receber perdão? Têm
que se arrepender (Atos 2:38). O arrependimento envolve o abandono das práticas pecaminosas; neste
caso, a desistência do adultério. Os Coríntios foram limpos depois que eles deixaram suas práticas
pecaminosas ("Tais fostes alguns de vós" ­ 1 Coríntios 6:9-11). O Evangelho sempre exige a separação
do pecado. O beberrão deve separar-se de sua garrafa, o idólatra de seus ídolos, o homossexual de
seu amante, o adúltero de seu par ilegal.

Exceto Por Traição:
Há Exceções?
Toda a pessoa divorciada de um companheiro vivo comete adultério quando se casa novamente, exceto
aquele que se divorciou de seu par por traição conjugal (Mateus 19:9). Nenhuma exceção é dada àquelas
pessoas cujos divórcios não envolveram traição. Nenhuma exceção é dada àqueles que receberam o
divórcio. A exceção é dada somente àqueles que se divorciaram por motivo de traição do outro cônjuge.

Há muita confusão no mundo sobre a necessidade do batismo. Mas não é porque Jesus não pode ser
entendido (veja Marcos 16:16). É por causa das teorias dos homens e dos esforços para evitar o que
Jesus disse. Há muita confusão no mundo sobre as conseqüências do divórcio e novo casamento. Mas não
é porque Jesus não pode ser entendido. É por causa das teorias dos homens e dos esforços para evitar
o que Jesus disse. Por que homens no mundo das denominações não reconsideram suas posições quanto ao
batismo quando são forçados a contradizer o simples significado de passagens tão claras? Por que você
não reconsidera suas crenças a respeito do divórcio e novo casamento, se elas contradizem o significado
de tais passagens como Mateus 5:32, 19:9; Marcos 10:11-12; Lucas 16:18; Romanos 7:2-3;
1 Coríntios 7:10-11? Tem sido sempre o homem simples, com fé e devoção que tem entendido a vontade de
Deus. Possa Deus abençoar-nos para ouvirmos sua Palavra e obedecê-la.

­por Gary Fisher

(A correção a ser feita aqui é quanto a exceção. A frase 'A exceção é dada somente àqueles que se divorciaram por motivo de traição do outro cônjuge' está mau empregada. Porque um cônjuge pode trair o
outro por muitos motivos. Pode trair em emoções, se relacionando melhor com seus amigos do que com
seu esposo ou esposa. Pode trair dando mais atenção a outra pessoa (filho, filha, parentes) do que ao
próprio marido. Pode trair negando carinho ao esposo, mas entregando seu carinho a outra pessoa.

Enfim, traição no casamento tem muitos nomes. Mas somente por relações sexuais ilícitas em um casamento
o divórcio é válido. É sempre bom ler um texto todo antes de guardá-lo em seu coração.

Alguém concorda ou discorda disto??

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]



<$I18N$LinksToThisPost>:

Criar um link

<< Início